De virada, CSA perde para o Botafogo no Estádio Rei Pelé

O CSA esteve muito perto de mais uma vitória na Série A, mas acabou a noite frustrado. Em jogo movimentado na noite deste domingo (09) o “Azulão” recebeu o Botafogo no Estádio Rei Pelé, criou várias chances, abriu o placar, mas acabou sofrendo a virada. 1 x 2.

Com a derrota CSA perdeu a chance de sair do Z4 e permanece com 6 pontos ganhos. O próximo compromisso da equipe azulina será na quarta diante do Flamengo e. Brasília. O Botafogo entrou no G4 e terá pela frente o Grêmio.

O jogo – 1° Tempo

Bola rolando e as duas equipes se mostraram ativas desde os primeiros minutos. O CSA se lançava ao ataque e o Botafogo respondia. A primeira chance de perigo veio aos cinco minutos, quando Diego Souza foi lançado, não conseguiu bater cruzado, mas deu um toque por cima de Jordi, acertando o travessão.

O CSA foi para cima e assustou por duas vezes. Primeiro com Cassiano que mandou perto em chute cruzado e depois com Matheus Sávio, que exigiu boa defesa do goleiro Diego Cavalieri.

O jogo era toma lá, da cá. O Botafogo arriscou com Erick e o CSA quase abre o placar com o estreante Jonathan Gomez. O argentino pegou sobra de bola e emendou um chutaço, exigindo defesa espetacular se Cavalieri.

O “Azulão do Mutange” seguiu pressionando e antes do final da primeira etapa, Matheus Sávio bateu colocado e parou em defesa do goleiro alvinegro, que vinha fechando o gol.

Final do primeiro tempo, CSA e Botafogo, 0 a 0.

2° – Tempo

Veio o segundo tempo e a história era a mesma. O CSA atacava e o Botafogo dava a resposta, tornando o jogo atrativo para a torcida.

Os azulinos em maioria, empurravam e o time respondia. Matheus Sávio foi acionado por Maranhão e bateu para defesa em dois tempos de Cavalieri.

Pela primeira vez o VAR foi acionado no Rei Pelé. O árbitro Jeans Pierre foi consultado em lance para o CSA, conferiu as imagens, mas mandou o jogos seguir.

Aos 16 minutos o Estádio Rei Pelé explodiu em alegria. O volante Jonathan Gomez deu belo lançamento na área e encontrou Carlinhos, que restou forte e abriu o placar. CSA 1 a 0.

Muita festa do torcedor azulino, que cantava, empurrava a equipe e pressionava o Botafogo com vaias.

Depois do gol, porém, o CSA passou a recuar, o técnico Marcelo Cabo fez mudanças e o Botafogo cresceu. Diego Souza teve grande chance e parou em Jordi.

Pelos lados, bola parada e na pressão o Botafogo estava em cima e o CSA se defendia como podia. Apesar da vitória, a torcida cobrava mais atitude do time, que estava acuado.

A pressão alvinegra deu resultado. Aos 37 minutos, Pimpão que havia acabado de entrar e estava buscando o jogo, cruzou na área, Diego Souza só escorou e Cícero, de carrinho, empurrou para as redes e deixou tudo igual no Rei Pelé.

O jogo era pegado e o Botafogo seguia em cima. A partida parecia que terminaria empatada, mas aos 48 minutos, bate rebate na área do CSA, Alex Santana empurrou para o fundo do gol. 

Final de jogo, CSA 1 x 2 Botafogo.