Atleta do CSA acusa presidente do clube de ameaça

O jogador do Centro Sportivo Alagoano (CSA), Lucas da Silva Pereira Surcin apresentou hoje à imprensa um boletim de ocorrência que ele registrou na Central de Flagrantes da capital. No documento, o atleta relata várias ameaças feitas pelo presidente do CSA, empresário Rafael Tenório, inclusive de morte contra ele e sua família.

De acordo com o relato do atleta, ele assinou um um contrato especial com o clube azulino em janeiro desse ano, com vigência até dezembro de 2018. “Fui surpreendido com uma ligação do presidente Rafael Tenório para o meu celular pessoal, no qual ele informava a minha dispensa do clube. Quando perguntei sobre meus direitos, ele passou a me denegrir como pessoa, inclusive com uso de vários palavrões”, disse o jogador perante a Polícia Civil.

Ainda conforme seu relato, mesmo sem ter havido qualquer reação, o presidente Rafael Tenório passou a ameaçá-lo. “Ele disse que eu não conhecia Rafael Tenório. Que procurasse saber quem ele é em Alagoas. Disse que eu poderia voltar para Atibaia, mas ele pegaria um avião aqui e iria buscar não apenas a mim, mas a minha família, onde quer que eu estivesse, caso eu buscasse a Justiça do Trabalho”, finalizou Lucas da Silva Pereira Surcin.