CSA mostra força, joga uma “decisão” e vence Goiás por 2×1

O CSA apresentou um belo cartão de visitas na Série B. Após 26 anos sem disputar a 2ª Divisão do Campeonato Brasileiro, o CSA fez um jogo competitivo e derrotou o Goiás por 2×1. Niltinho e Michel Douglas marcaram os gols azulinos. David Duarte fez o gol do Goiás.

O time azulino fez uma partida com muita entrega e com um espírito de decisão. Os três gols do jogo foram marcados no 2º tempo.

Ainda restando duas partidas para fechar a rodada, o CSA chegou aos três pontos e ocupa a 3ª colocação na tabela de classificação. Já o Goiás não pontuou e ocupa a 15ª posição.

Na próxima rodada da Série B, o CSA enfrentará o São Bento, em Sorocaba (SP), na próxima sexta-feira, 20, às 20h30. Já o Goiás jogará no sábado, 21, às 16h30, no Serra Dourada, contra o Figueirense.

O jogo

O CSA começou propondo as ações e o ritmo do jogo. Logo aos dois minutos, Daniel Costa cobrou uma falta e Edinho fechou para cabecear, mas Breno se antecipou o colocou para escanteio.

Michel Douglas disputa jogada aérea. Foi dessa maneira que ele deixou sua marca

FOTO: AILTON CRUZ

Aos cinco minutos, o Goiás chegou. O meia Giovanni cobrou uma falta lateral e o zagueiro Eduardo Brock cabeceou, vencendo a defesa e marcando o gol. Mas o árbitro assistente Bruno César marcou irregularidade (impedimento).

Aos nove minutos, o atacante Niltinho dominou na intermediária e sem marcação, acertou um chute no meio do gol para defesa de Marcelo Rangel.

Aos 33 minutos, o Goiás encaixou uma bela jogada ensaiada. A falta foi cobrada por Giovanni, houve um desvio inicial de David Duarte e Jr Viçosa chegou finalizando com muito perigo.

No melhor lance do CSA no 1º tempo, Rafinha fez o cruzamento, Niltinho ajeitou de cabeça e Daniel Costa encheu o pé, mas Marcelo Rangel fez uma grande defesa. Aos 36 minutos, nova jogada forte do CSA: passe de Niltinho para Edinho chegar como homem surpresa e chutar. Novamente Marcelo Rangel conseguiu um tapinha, evitando o gol azulino.

No começo do 2º tempo, o Goiás saiu mais para o jogo e chegou a criar uma pressão de dois ou três lances seguidos. Aos nove, o time esmeraldino criou um contra-ataque mortal e Junior Viçosa, em um belo voleio, forçou Alexandre Cajuru a fazer a defesa.

Torcedores comemoram vitória após apito final, com direito a beijo na bandeira

FOTO: AILTON CRUZ

No minuto seguinte, Daniel Costa mostrou porque é um jogador diferente. Após uma bola alta que sobrou no lado esquerdo da defesa do Goiás, o meia azulino deu um passe sensacional no outro lado do campo. Niltinho acompanhou, entrou sozinho e deu um tapinha de primeira para abrir o marcador: CSA 1×0.

Aos 12 minutos foi a vez de Pedro Bambu soltar um verdadeiro ?bambu?, forte para uma importante defesa de Alexandre Cajuru. No ataque seguinte, jogada coletiva azulina criou o segundo gol. Hugo Cabral começou o lance, Rafinha surgiu como opção e cruzou. Michel Douglas se antecipou e desviou para o gol: CSA 2×0.

Ao longo de toda a partida, o Goiás criou as principais oportunidades em bolas alçadas na área. Aos 20 minutos, a bola foi cruzada e David Duarte subiu muito alto, atacou a bola e cabeceou, marcando o gol do Goiás.

Vinte e dois minutos e Maranhão teve a chance de empatar mas viu Alexandre Cajuru fazer uma defesa excepcional. O CSA acordou com o lance e voltou a construir boa jogada, Com Hugo Cabral, Daniel Costa e toque para Edinho, o experiente volante virou o jogo, Niltinho fez o corta-luz e Celsinho entrou sozinho, em diagonal, chutando forte para a defesa de Marcelo Rangel.

Goleiro Alexandre Cajuru teve trabalho, mas suportou a pressão esmeraldina

FOTO: AILTON CRUZ

O time esmeraldino passou a pressionar principalmente nas bolas alçadas na área. O CSA passou a se defender com uma linha de cinco jogadores. Já aos 48, Echeverría ligou um contra-ataque e chutou, mas Marcelo Rangel fez a defesa. Dois minutos após veio o apito final com o Goiás ainda tentando evitar a derrota.

Fonte:Gazetaweb

SEM COMENTÁRIO