Vereadores são contra proposta de aumento da passagem de ônibus em Maceió

O Conselho Consultivo da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) aprovou, nesta quarta-feira (7), o reajuste da tarifa do transporte coletivo da capital, que deverá passar do patamar atual, de R$ 3,50 para R$ 3,80. A proposta contou com nove votos favoráveis e dois contra.

Imediatamente após o anúncio, o presidente da Câmara Municipal de Maceió, vereador Kelmann Vieira, se posicionou contrário. Ele defendeu abertamente que o prefeito Rui Palmeira decida por vetar a proposta. O presidente do Legislativo quer que o debate sobre o tema seja feito pela comunidade com os vereadores. “Esta é uma situação que precisa ser amplamente discutida. Ela não pode ficar limitada apenas ao Conselho, e o Poder Legislativo é, sim, o colegiado ideal para isso, já que podemos realizar audiência pública e convocar a sociedade para um amplo debate, antes da aprovação de qualquer aumento”, considerou ele.

O vereador José Márcio Medeiros Filho é o representante da Câmara na composição do Conselho Consultivo da SMTT. Ele foi um dos que se posicionou contra a proposta de reajuste. “É preciso entender que, mesmo sem o reajuste de 8,5%, o atual valor da tarifa já está acima da capacidade do que a maioria dos usuários do sistema pode pagar. Além disso, analisando as planilhas apresentadas pelas empresas, detectamos que o percentual para um reajuste poderia ser abaixo do que foi proposto e do que foi aprovado na reunião do conselho, sem inviabilizar economicamente as empresas”, disse José Márcio.

A proposta dos empresários era para um reajuste na tarifa, que elevaria o valor para R$ 4,02. O assunto será enviado, agora, para análise do prefeito Rui Palmeira.