CRB empata com o Botafogo-PB no Rei Pelé e fica em terceiro no G4

Com o resultado, o CRB chegou ao terceiro lugar com 19 pontos, mas pode perder a vaga para Cuiabá e Salgueiro pontuem neste final de semana./ Foto: Jotaerry

Com o resultado, o CRB chegou ao terceiro lugar com 19 pontos, mas pode perder a vaga para Cuiabá e Salgueiro pontuem neste final de semana./ Foto: Jotaerry Mais uma vez o CRB não fez o dever de casa no Brasileiro da Série C. Na noite deste sábado (30), o time alvirrubro recebeu Botafogo da Paraíba e num jogo tenso, definido ainda no primeiro tempo, acabou empatando em 1 a 1, desperdiçando a chance de garantir lugar garantido, pelo menos até o final da rodada, entre os quatro melhores do Grupo A da competição nacional. Com o resultado, o CRB chegou ao terceiro lugar com 19 pontos, mas pode perder a vaga para Cuiabá e Salgueiro pontuem neste final de semana. O Botafogo_PB por sua vez, permanece na vice-liderança do grupo, agora com 20 pontos. Na próxima rodada, o CRB recebe o líder Fortaleza, novamente em casa. O Botafogo jogará em casa diante do Paysandu.  O JOGO – 1º TEMPO Num jogo que valia a posição no G4, CRB e Botafogo iniciaram o jogo se estudando, até certo ponto se respeitando, apenas tocando bola, avaliando o melhor caminho para chegar mais perto do gol adversário. Aos poucos, o CRB avançava e cercava o time paraibano, chegando cada vez com mais perigo. Aos 17 minutos, com uma ajudo do goleiro rival, o CRB abriu o placar no Rei Pelé. GOOOOLLLL DO CRB! Paulo Sérgio fez o cruzamento da direita, o goleiro Genivaldo saiu mal do gol e acabou soltando a bola nos pés do centroavante Magrão, que dominou e empurrou para o fundo do gol. CRB 1 x 0 Botafogo-PB. O gol regatiano esquentou o jogo. Primeiro, o time visitante respondeu através de Rafael Aidar, que exigiu grande defesa de Júlio César após finalização de fora da área. Em seguida, o CRB tratou de assustar com Magrão. O autor do gol mandou chute forte, que parou nas mãos do goleiro rival. A torcida do CRB entendia o recado, sabia que o jogo era difícil e empurrava o “Galo” em busca de maios um gol, que poderia lhe dar certa tranquilidade para administrar a partida. O gol até saiu, mas do outro lado, em novo desencontro da defesa, só que dessa vez, a alagoana.  GOOOOLLLL DO BOTAFOGO-PB! Aos 31 minutos, o atacante Frontini, ex-CRB, avançou e num lance venenoso, cruzou e viu o goleiro Júlio César espalmar e o zagueiro Daniel Marques empurrar para a própria baliza. CRB 1 x 1 Botafogo-PB. Por muito pouco a comemoração de gol do “Belo” não foi interrompida. No minuto seguinte ao gol dos visitantes, o CRB partiu para cima e Diego Rosa bateu com estilo e exigiu defesa espetacular do goleiro Genivaldo. Até o final do primeiro tempo, as duas equipes forçaram o jogo principalmente no meio de campo, o que tornou o jogo truncado e menos intenso. Aos 48 minutos, o árbitro Sávio Pereira Sampaio encerrou o primeiro tempo com empate em 1 a 1 entre CRB e Botafogo-PB.  2º – TEMPO O segundo tempo começou exatamente como o primeiro, com as duas equipes se estudando. Da mesma forma, o CRB tomou a iniciativa e depois dos dez minutos acelerou o jogo, levantando a torcida alvirrubra no Rei Pelé. Primeiro, Glaydson arriscou e viu a bola passar perto da baliza paraibana, Na sequencia, foi a vez de Jefferson Maranhão que entrara no lugar de Clebinho, arriscar e ver o zagueiro Walter afastar o perigo. O gol do CRB parecia estar muito próximo. No entanto, uma série de alterações, tanto do “Galo” quanto do Botafogo, diminuíram consideravelmente o ritmo do confronto. As duas equipes mudaram o estilo de jogar e voltaram a se atacar. Mais fechado, o Botafogo mais uma vez conseguiu se livrar de tomar um gol. Dessa vez, o zagueiro Magno se jogou e cortou a bola chutada por Diego Rosa. Mas, o time visitante não apenas se defendia. Em um contra-golpe, Lúcio Curió ganhou da defesa regatiana, mas o bico da chuteira do zagueiro Gabriel acabou ajudando o goleiro Júlio César que afastou o perigo. Passados 30 minutos, o jogo caiu num ritmo lento. As duas equipes pareciam cansadas e não davam sinais de que poderiam trocar ataques como em outros momentos do jogo. Mesmo assim, o toque de bola e o último passe poderia definir o jogo, para qualquer um dos lados. A partida entrava na reta final e a torcida do CRB mostrava impaciência, tendo em vista que o resultado não colocava o CRB no G4. Passes errados, impedimentos deixavam os alvirrubros desesperados nas arquibancadas do Rei Pelé. Para deixar o jogo ainda mais tenso, o volante Pio cometeu falta dura em Diego Rosa, recebeu o segundo amarelo e acabou expulso. Para tentar reorganizar o time, o técnico Marcelo Vilar tirou o atacante Lúcio Curió, que entrou no segundo tempo e colocou o volante Hércules. O árbitro concedeu cinco minutos de acréscimo. Com um jogador a mais, o CRB se lançou ao ataque. Mesmo com cruzamentos e escanteios, o time da casa não conseguiu sobrepor a barreira formada pelos rivais paraibanos e o duelo terminou empatado em 1 a 1. #gallery-1 { margin: auto; } #gallery-1 .gallery-item { float: left; margin-top: 10px; text-align: center; width: 33%; } #gallery-1 img { border: 2px solid #cfcfcf; } #gallery-1 .gallery-caption { margin-left: 0; } /* see gallery_shortcode() in wp-includes/media.php */ Foto: Jr Moraes FICHA TÉCNICA  Campeonato Brasileiro 2014 – SÉRIE C  Estádio Rei Pelé – Maceió, Alagoas  CRB 1 x 1 Botafogo-PB  Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF) Auxiliares: Ivaney Alves (SE) e Vaneide Viera (SE)  CRB: Júlio César, Paulo Sérgio, Daniel Marques, Gabriel e João Victor; Olívio, Glaydson, Éder (Cristiano), Diego Rosa e Clebinho(Jefferson Maranhão); Magrão (Marcelo Macedo). Técnico: Ademir Fonseca Botafogo-PB: Genivaldo, Ferreira, Magno, Walter e Alex Cazumba; Zaquel, Pio, Lenilson e Chapinha; Rafael Aidar (Lúcio Curió-Hércules) e Frontini (Luiz Paulo).Técnico: Marcelo VilarCartões Amarelos: Éder, Olívio, Diego Rosa e Gabriel (CRB) – Pio, Chapinha, Zaquel e Frontini (Botafogo-PB)Cartão Vermelho: Pio (Botafogo-PB)Gols: Magrão 17min 1ºT (CRB) – Daniel Marques (contra) 31min 1ºT (Botafogo-PB)fonte:cadaminuto  Mais...

Por Redação | Publicado 1 dia atras
Maior parte dos materiais apreendidos estava na residência do suspeito (Foto: Cortesia/5º BPM)

PM prende suspeito de tráfico com 156 quilos de maconha prensada

CRB empata com o Botafogo-PB no Rei Pelé e fica em terceiro no G4

Com o resultado, o CRB chegou ao terceiro lugar com 19 pontos, mas pode perder a vaga para Cuiabá e Salgueiro pontuem neste final de semana./ Foto: Jotaerry

Com o resultado, o CRB chegou ao terceiro lugar com 19 pontos, mas pode perder a vaga para Cuiabá e Salgueiro pontuem neste final de semana./ Foto: Jotaerry Mais uma vez o CRB não fez o dever de casa no Brasileiro da Série C. Na noite deste sábado (30), o time alvirrubro recebeu Botafogo da Paraíba e num jogo tenso, definido ainda no primeiro tempo, acabou empatando em 1 a 1, desperdiçando a chance de garantir lugar garantido, pelo menos até o final da rodada, entre os quatro melhores do Grupo A da competição nacional. Com o resultado, o CRB chegou ao terceiro lugar com 19 pontos, mas pode perder a vaga para Cuiabá e Salgueiro pontuem neste final de semana. O Botafogo_PB por sua vez, permanece na vice-liderança do grupo, agora com 20 pontos. Na próxima rodada, o CRB recebe o líder Fortaleza, novamente em casa. O Botafogo jogará em casa diante do Paysandu.  O JOGO – 1º TEMPO Num jogo que valia a posição no G4, CRB e Botafogo iniciaram o jogo se estudando, até certo ponto se respeitando, apenas tocando bola, avaliando o melhor caminho para chegar mais perto do gol adversário. Aos poucos, o CRB avançava e cercava o time paraibano, chegando cada vez com mais perigo. Aos 17 minutos, com uma ajudo do goleiro rival, o CRB abriu o placar no Rei Pelé. GOOOOLLLL DO CRB! Paulo Sérgio fez o cruzamento da direita, o goleiro Genivaldo saiu mal do gol e acabou soltando a bola nos pés do centroavante Magrão, que dominou e empurrou para o fundo do gol. CRB 1 x 0 Botafogo-PB. O gol regatiano esquentou o jogo. Primeiro, o time visitante respondeu através de Rafael Aidar, que exigiu grande defesa de Júlio César após finalização de fora da área. Em seguida, o CRB tratou de assustar com Magrão. O autor do gol mandou chute forte, que parou nas mãos do goleiro rival. A torcida do CRB entendia o recado, sabia que o jogo era difícil e empurrava o “Galo” em busca de maios um gol, que poderia lhe dar certa tranquilidade para administrar a partida. O gol até saiu, mas do outro lado, em novo desencontro da defesa, só que dessa vez, a alagoana.  GOOOOLLLL DO BOTAFOGO-PB! Aos 31 minutos, o atacante Frontini, ex-CRB, avançou e num lance venenoso, cruzou e viu o goleiro Júlio César espalmar e o zagueiro Daniel Marques empurrar para a própria baliza. CRB 1 x 1 Botafogo-PB. Por muito pouco a comemoração de gol do “Belo” não foi interrompida. No minuto seguinte ao gol dos visitantes, o CRB partiu para cima e Diego Rosa bateu com estilo e exigiu defesa espetacular do goleiro Genivaldo. Até o final do primeiro tempo, as duas equipes forçaram o jogo principalmente no meio de campo, o que tornou o jogo truncado e menos intenso. Aos 48 minutos, o árbitro Sávio Pereira Sampaio encerrou o primeiro tempo com empate em 1 a 1 entre CRB e Botafogo-PB.  2º – TEMPO O segundo tempo começou exatamente como o primeiro, com as duas equipes se estudando. Da mesma forma, o CRB tomou a iniciativa e depois dos dez minutos acelerou o jogo, levantando a torcida alvirrubra no Rei Pelé. Primeiro, Glaydson arriscou e viu a bola passar perto da baliza paraibana, Na sequencia, foi a vez de Jefferson Maranhão que entrara no lugar de Clebinho, arriscar e ver o zagueiro Walter afastar o perigo. O gol do CRB parecia estar muito próximo. No entanto, uma série de alterações, tanto do “Galo” quanto do Botafogo, diminuíram consideravelmente o ritmo do confronto. As duas equipes mudaram o estilo de jogar e voltaram a se atacar. Mais fechado, o Botafogo mais uma vez conseguiu se livrar de tomar um gol. Dessa vez, o zagueiro Magno se jogou e cortou a bola chutada por Diego Rosa. Mas, o time visitante não apenas se defendia. Em um contra-golpe, Lúcio Curió ganhou da defesa regatiana, mas o bico da chuteira do zagueiro Gabriel acabou ajudando o goleiro Júlio César que afastou o perigo. Passados 30 minutos, o jogo caiu num ritmo lento. As duas equipes pareciam cansadas e não davam sinais de que poderiam trocar ataques como em outros momentos do jogo. Mesmo assim, o toque de bola e o último passe poderia definir o jogo, para qualquer um dos lados. A partida entrava na reta final e a torcida do CRB mostrava impaciência, tendo em vista que o resultado não colocava o CRB no G4. Passes errados, impedimentos deixavam os alvirrubros desesperados nas arquibancadas do Rei Pelé. Para deixar o jogo ainda mais tenso, o volante Pio cometeu falta dura em Diego Rosa, recebeu o segundo amarelo e acabou expulso. Para tentar reorganizar o time, o técnico Marcelo Vilar tirou o atacante Lúcio Curió, que entrou no segundo tempo e colocou o volante Hércules. O árbitro concedeu cinco minutos de acréscimo. Com um jogador a mais, o CRB se lançou ao ataque. Mesmo com cruzamentos e escanteios, o time da casa não conseguiu sobrepor a barreira formada pelos rivais paraibanos e o duelo terminou empatado em 1 a 1. #gallery-2 { margin: auto; } #gallery-2 .gallery-item { float: left; margin-top: 10px; text-align: center; width: 33%; } #gallery-2 img { border: 2px solid #cfcfcf; } #gallery-2 .gallery-caption { margin-left: 0; } /* see gallery_shortcode() in wp-includes/media.php */ Foto: Jr Moraes FICHA TÉCNICA  Campeonato Brasileiro 2014 – SÉRIE C  Estádio Rei Pelé – Maceió, Alagoas  CRB 1 x 1 Botafogo-PB  Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF) Auxiliares: Ivaney Alves (SE) e Vaneide Viera (SE)  CRB: Júlio César, Paulo Sérgio, Daniel Marques, Gabriel e João Victor; Olívio, Glaydson, Éder (Cristiano), Diego Rosa e Clebinho(Jefferson Maranhão); Magrão (Marcelo Macedo). Técnico: Ademir Fonseca Botafogo-PB: Genivaldo, Ferreira, Magno, Walter e Alex Cazumba; Zaquel, Pio, Lenilson e Chapinha; Rafael Aidar (Lúcio Curió-Hércules) e Frontini (Luiz Paulo).Técnico: Marcelo VilarCartões Amarelos: Éder, Olívio, Diego Rosa e Gabriel (CRB) – Pio, Chapinha, Zaquel e Frontini (Botafogo-PB)Cartão Vermelho: Pio (Botafogo-PB)Gols: Magrão 17min 1ºT (CRB) – Daniel Marques (contra) 31min 1ºT (Botafogo-PB)fonte:cadaminuto  Mais...

ASA vence Paysandu-PA e mantém 100% com técnico Vica

Apesar de substituído, volante alvinegro Lucas foi o grande destaque do ASA e do jogo

Apesar de substituído, volante alvinegro Lucas foi o grande destaque do ASA e do jogo O ASA conquistou mais um grande resultado diante de seu torcedor, na noite deste domingo (24), no Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca. No segundo jogo sob o comando do técnico Vica, que retornou com goleada sobre o Treze (PB), o Alvinegro voltou a fazer o dever de casa. A vítima, desta feita, foi o Paysandu, que também vinha de importante vitória, sobre o CRB, e pelo mesmo placar (3×0). O Papão, no entanto, acabou surpreendido no segundo tempo, com golaço do atacante Wanderson, que ajudou o ASA a assumir a 6ª colocação do grupo A. O time de Arapiraca, com 100% de aproveitamento na nova era Vica, passa a somar 15 pontos, três a menos que o rival CRB, que beira o grupo dos quatro melhores e que garantem vaga na segunda fase da Série C. Já o Papão, com o revés longe de casa, estacionou nos 13 pontos, caindo uma posição: agora é o 7º colocado, já se preocupando com a zona de rebaixamento. E o Alvinegro já se prepara para mais um grande desafio, marcado para a noite do próximo domingo, quando vai encarar o 4º colocado Cuiabá-MT, na casa do adversário, enquanto o time paraense vai tentar a reabilitação diante de seu torcedor, recebendo o 3º colocado Salgueiro-PE, na noite do sábado. Jogo feio A partida teve um bom começo para o time da casa, que pressionou o Papão nos primeiros 15 minutos. Porém, o ímpeto inicial não demorou a se esvair, com o Paysandu saindo um pouco mais para o jogo, muito faltoso, e igualando a disputa. O Alvinegro não criava o bastante, sem conseguir explorar as laterais, enquanto o Paysandu não saía em velocidade no contragolpe, esbarrando na marcação adversária. Como o ASA também não acertava o último passe, o jogo seguiu de intermediária em intermediária, pobre em emoção. Tanto que a primeira chance de gol saiu somente aos 15 minutos, quando o lateral Everton Silva recebeu pela direita, após cobrança de falta, e cruzou no primeiro pau, mas a zaga alvinegra fez o corte na hora ‘h’, pondo para escanteio. E o time do técnico Vica – que optou por Marlon no lugar do também meia Didira, lesionado – ainda viu a equipe bicolor criar a segunda e última chance da etapa, aos 24 minutos. O meia Raul (ex-ASA) lançou Heverton pelo meio, nas costas da zaga alvinegra, mas o goleiro Pedro Henrique deixou a pequena área para fazer importante defesa, nos pés do atacante. Golaço compensa Tudo mudou no segundo tempo, quando o técnico Vica – que também já defendeu o Papão – decidiu trocar Alex Henrique por Rafael Gava, para tentar melhorar o passe no meio-campo. E logo com um minuto, o ASA quase abriu o marcador. Após cobrança de falta, a zaga do Papão fez a ‘linha burra’ e o volante Lucas surgiu sozinho entre os zagueiros para, de peixinho, mandar para fora, mas muito perto da barra, à esquerda do goleiro. Porém, o ASA seguia dando espaço e o Papão respondeu à altura em pelos menos três oportunidades. Numa delas, aos nove minutos, o meia Yago Pikachu foi lançado em velocidade pela direita e chutou cruzado, rasteiro, vendo Pedro Henrique cair no canto esquerdo e fazer grande defesa. Como quem não faz, leva, o Alvinegro chegou ao gol aos 21 minutos, depois de Marlon sair para a entrada do atacante Tiago Cavalcanti. Em grande jogada do volante Lucas, destaque do ASA na partida, o atacante Wanderson aproveitou o cruzamento da direita, matou no peito, fintou o zagueiro e fuzilou no canto esquerdo do goleiro Paulo Rafael: 1×0. Já aos 31′, Lucas deu lugar ao também volante Jorginho e o ASA passou a administrar o resultado. O Papão foi para o tudo ou nada e ainda criou mais uma boa chance, três minutos depois, quando o atacante Bruno Veiga – que substituiu Heverton na segunda etapa – recebeu pela direita, fintou o zagueiro e cruzou fechado, mas o goleiro se esticou todo para, com um tapa na bola, afastar o perigo e garantir a vitória alvinegra. fonte:gazetaweb  Mais...

Mais uma vez brilha estrela de Luxa, e Flamengo bate o Criciúma por 2 a 0

Torcedores do Flamengo

Torcedores do Flamengo Pode-se dizer que a partida na tarde deste domingo foi uma espécie de replay para o Flamengo. E mais uma vez brilhou a estrela do comandante Vanderlei Luxemburgo. Tal como na vitória sobre o Atlético Mineiro, na última quarta-feira, por 2 a 1, o técnico pôs o meia argentino Mugni e o atacante Eduardo da Silva no segundo tempo, quando o Criciúma até dominava as ações. O time melhorou e virou a situação. E tudo começou com mais um pênalti para os rubro-negros. Mugni cobrou com categoria, em vez de Léo Moura na partida anterior, e fez 1 a 0. Depois, novamente Eduardo da Silva marcou o segundo e garantiu a quarta vitória seguida, desta vez fora de casa, no Heriberto Hülse, por 2 a 0, que fez a equipe dar novo salto no Brasileirão na 17ª rodada. O time, que ganhou a quinta partida em seis jogos sob o comando de Vanderlei, pulou para o 11º lugar, com 22 pontos, e se distanciou mais do grupo que briga contra o rebaixamento. O oposto do Criciúma, que, com a derrota em casa, continua na incômoda 17ª posição e amarga a sétima rodada sem triunfo, o que deve aumentar a crise no clube. Na próxima rodada, o Rubro-Negro volta a jogar fora, contra o Vitória, no domingo. O Criciúma sai para encarar o Sport, no mesmo dia. Poderia ser um primeiro tempo com vantagem rubro-negra no Heriberto Hülse. Com um meio de campo marcando bem e uma defesa bem posicionada, o Flamengo levou poucos sustos nos primeiros 45 minutos. Mas a limitação do ataque e a trave impediram o grito de gol. Se Canteros dominou as ações e teve até então nos primeiros 45 minutos sua melhor atuação desde que chegou ao clube, Arthur continuava devendo, e muito. O atacante pouco se desmarcava, e quando ficava livre batia mal a gol. Léo Moura e João Paulo até avançaram bem pelas laterais, mas não encontraram também em Nixon, que chegou atrasado num centro do lateral-esquerdo, o homem da conclusão. A cabeçada de Marcelo na trave e o voleio de Léo Moura no travessão mostraram que a defesa levava mais perigo do que o ataque. O Criciúma começou a partida querendo ter o domínio. Mas perdeu terreno. Cleber Santana aparecia, mas ainda não parece inteiro fisicamente. O mesmo acontece com outro estreante, o atacante Souza. O maior perigo continuava sendo a bola parada de Paulo Baier. Silvinho, pela esquerda, ensaiava contra-ataques rápidos, mas se preocupa mais em cavar faltas. Eduardo avançou bem pela direita, mas concluiu mal. A melhor chance foi um lançamento para Paulo Baier. Aí pesou a idade. Acabou alcançado por Márcio Araújo, que protegeu a bola para a defesa de Paulo Victor. E nada mais o Tigre fez na primeira etapa. No segundo tempo, o time da casa voltou até melhor e dominando as ações. Logo aos dois minutos, Silvinho, que já infernizava na primeira etapa, poderia ter mudado o curso da partida se tivesse tocado pelo alto de Paulo Victor com menos força. A bola subiu um pouco, e foi-se uma chance de ouro para o Tigre. O Flamengo segurou o rojão até que, aos 12 minutos, Vanderlei repetiu a dose do jogo contra o Galo. Entraram de uma vez só Mugni e Eduardo da Silva nos lugares de Márcio Araújo e Arthur, este em outra fraca atuação. E a equipe até chegou a ser dominada, pois Canteros, recuado para a função de segundo volante, caiu de rendimento. Mas se recompôs e, aos 30, Mugni acabou derrubado por João Victor na área. O árbitro marcou, e o argentino pediu a bola para cobrar. Léo Moura permitiu e não se arrependeu: o meia argentino cobrou com categoria, mandando o goleiro para um lado e a bola para o outro, aos 32. Logo depois, aos 36, Eduardo da Silva, mais uma vez bem colocado, pegou sobra de chute de Everton e não desperdiçou: 2 a 0. Foi o terceiro gol do croata-brasileiro desde sua estreia. Novamente ele, novamente Vanderlei mostraram uma estrela que faltava ao Flamengo neste Brasileiro. Fonte:g1  Mais...

Petra Matta

‘Sósia’ de Megan Fox lidera votação do Concurso Miss Bumbum

Petra Matta A final do Miss Bumbum 2014 será realizada só em novembro deste ano, mas a disputa pelo voto popular já começou no site do concurso. E quem está na liderança da disputa é a representante do estado do Paraná, Claudia Alende, que se apresenta como sósia da atriz Megan Fox. Em prévia do ranking divulgada hoje, a  morena aparece à frente da disputa com 33,43% dos votos, bem distante da segunda colocada, Ana Paula Souza, representante do Distrito Federal, que tem quase 9%. A terceira colocada é Karine Gaglianoni, do Piaui, com 6%. Em recente entrevista ao EGO, Claudia Alende, de 20 anos admitiu que é louca pela fama e que está em busca de uma oportunidade. E a moça pode estar perto de realizar seu sonho. Ela foi selecionada para representar o Paraná, estado onde nasceu, no concurso Miss Bumbum 2014, e não chama a atenção apenas pelos atributos óbvios – um derrière de 104cm trabalhado em muitas horas de musculação – mas também pela semelhança com a atriz de Hollywood. “Todo mundo diz que a gente se parece, mas nunca me achei. Isso começou há dois anos, depois que postei uma foto no Facebook e várias pessoas disseram que eu era a cara da Megan Fox. Mas não tem nada a ver”, desconversou ela, para incredulidade geral. Para cumprir a agenda exigida pelo concurso, Claudia se mudou de mala, cuia e namorado para São Paulo. Deixou a família e uma loja multimarcas, da qual é dona, em Francisco Beltrão, no interior do Paraná, e está começando uma nova rotina. “Não vou dizer que não tenho um certo medo. Sempre disse não para quem sugeria que eu entrasse em concursos ou reality show, mas desta vez decidi encarar”, observou. . Clique para curtir o EGO nas redes sociais Claudia Alende, sósia de Megan Fox (Foto: MBB4/Divulgação) Claudia Alende (Foto: Divulgação)    Mais...

Quem quer dinheiro? Veja 33 motivos para amar o SBT

Osmar Portilho Hoje é um dia especial para o SBT. A emissora de Silvio Santos completa 33 anos desde sua primeira transmissão, realizada no dia 19 de agosto de 1981. De lá pra cá, a TV do homem do baú conquistou nossos corações e marcou – ou traumatizou – nossas infâncias com quadros épicos – como a Banheira do Gugu -, as pegadinhas de Ivo Holanda, os barracos no Programa do Ratinho ou o sonho de pegar um aviãozinho de dinheiro jogado por Silvio Santos para suas plateias. Separamos 33 motivos pelos quais nós amamos o SBT: Siga Terra Diversão no Twitter 1. O primeiro é fácil: é o canal que passa Chaves. 2. E agora? Que tal lembrar dos barracos no Programa do Ratinho?     3. Outro momento inesquecível da TV brasileira: a Banheira do Gugu. E olha que isso passava no meio das tardes de domingo!     4. Falando desse tipo de pegada aí, vamos lembrar algumas pegadinhas. Lembra do Ivo Holanda e o cego abusado? 5. O Chucky… 6. E claro, a internacionalmente famosa Menina do Elevador! 7. Mas o SBT também tinha seriedade. Lembra do Aqui Agora? Um dos jornais mais sangrentos da TV? 8. O SBT nunca teve vergonha de exibir as mesmas novelas. 9. Muito menos vergonha de apostar em alguns programas que foram sucesso no passado. Como o Fantasia. 10. Ou apostar em séries que foram sucesso com a criançada, como Carrossel. 11. Chiquititas. 12. Até o Bozo! 13. E programas que são bons porque nunca mudam. Como A Praça é Nossa. 14. E o Passa ou Repassa. Quem nunca quis ir com o seu colégio competir? 15. Mas o homem do baú gosta mesmo é de distribuir dinheiro. 16. Foram vários programas envolvendo prêmios grandes, como oShow do Milhão. 17. A Porta da Esperança. 18. E outros formatos comerciais. De hora em hora você sabe o que vai ouvir: os números da Tele Sena. 19. E vai ver um monte de comerciais dos cosméticos Jequiti. 20. Tem até um perfume do Celso Portiolli! 21. A logomarca do SBT foi parar até na camisa do Vasco na final do Campeonato Brasileiro de 2000 e enfureceu a emissora que transmitia os jogos. 22. Mas chega de falar de dinheiro. Vamos lembrar programas e personagens que marcaram nossas vidas. Você imaginava como era o rosto do locutor Lombardi? 23. Queria dar um selinho na Hebe Camargo? 24. Lembra do Gugu comandando o Sabadão Sertanejo? 25. E a Shakira que batia cartão quase todo fim de semana noDomingo Legal? Antes de ser tão famosa, claro. 26. O Domingo Legal era tão poderoso que levava até estrelas de Hollywood, como o Jean Claude Van Damme. O cara se engraçou com a Gretchen. Que momento da TV, amigos! 27. Lembram do Gol Show? publicidade 28. E do Amarelinho, o mascote da emissora nas Copas de 90 e 94? 29. Big Brother? Que nada! Aqui é Casa dos Artistas! 30. E o Moisés no Topa Tudo Por Dinheiro? 31. E a menininha que fez o Silvio Santos perguntar: “e o bambu”? 32. Para celebrar o aniversário, chegaram a fazer o novo Cirilo, o ator Jean Paulo Campos, interpretar o Pharrell Williams cantandoHappy no clipe de aniversário. publicidade 33. Se isso tudo ainda não te convenceu, eu deixo aqui alguns tombos do Silvio Santos.   fotos: Reprodução/Divulgação/SBT  Mais...

Internet 5G, mil vezes melhor que 4G, é estudada no Brasil

5g

Ericsson e Universidade Federal do Ceará (UFC) estão realizando pesquisas em conjunto para impulsionar o desenvolvimento da Internet 5G. A embrionária tecnologia, que promete conexões até mil vezes mais velozes que a 4G, é esperada apenas para 2020. Contudo, estudos da própria companhia estimam que o tráfego de dados entre dispositivos móveis cresça dez vezes até 2019, o que não será comportado pelas atuais redes. Celular com 3G pode usar chip 4G? Entenda Grande parte do aumento da demanda virá do maior número de smartphones e tablets em uso. Mas há outros fatores envolvidos, como a maior exigência dos usuários por qualidade de transmissão e a criação de novos tipos de tráfego e conexões. Assim, o que se desenha é que a nova geração seja mais do que uma extensão das redes LTE, funcionando como uma família integrada de tecnologias complexas. Internet 5G promete ser até mil vezes mais rápida do que a 4G (Foto: Luciana Maline/TechTudo) A empresa sueca e a UFC já trabalham em conjunto em pesquisas de temas variados há 15 anos. Desta vez, a parceria tem como um dos principais objetivos o estudo das novas faixas de espectro, as chamadas ondas milimétricas, que têm velocidades acima de 10 GHz. Outros pontos relativos ao 5G que serão investigados são os sistemas com alta densidade de antenas, gerenciamento de interferências, comunicação entre dispositivos e uso de small cells dentro de redes heterogêneas. Vale lembrar que, apesar de a Internet 5G não estar instituída, testes práticos já foram feitos por companhias como Samsung. A sul-coreana conseguiu recentemente transferir dados a 1GB por segundo, o que já significa 500 vezes mais rapidez que o atual 4G.  Mais...

PC do tamanho de um cartão é mais potente que concorrente Raspberry Pi

hummingboard-i2ex1

A Humming Board, criada pela Solid Run, promete acirrar a disputa com o rival Raspberry Pi que, desde o lançamento, em 2011, tem reinado absoluto entre os computadores de baixo custo e tamanho reduzido. A novidade investe em uma configuração mais potente e um maior poder de customização. Computador Raspberry Pi agora é do tamanho de uma placa de memória HummingBoard-i2eX conta com chip dual core e memória RAM de 1GB (Foto: Divulgação/SolidRun) A Humming Board, apesar de ser US$ 10 dólares mais cara do que o Raspberry Pi no modelo mais básico, possui um processador de 1 GHz contra apenas 700 Mhz do rival. O dispositivo também conta com mais outras duas configurações, incluindo um chip dual core. A HummingBoard-i1, modelo de entrada, vem com um processador ARM v7 de 1GHz e 512 de memória RAM. O HummingBoard-i2, intermediário, usa chip ARM v7 dual core, de 1 GHz e 1 GB de memória RAM. Já o HummingBoard-i2eX, conta com o mesmo processador e memória do modelo intermediário, mas acrescenta USB interno, entrada PCIe e mSATA, além de infravermelho que permite uso de controle remoto. Qual é o melhor Windows de todos os tempos? Opine no Fórum do TechTudo. Todos os modelos já podem ser comprados no site da empresa, com previsão de entrega a partir da segunda semana de julho. A HummingBoard-i1 custa US$ 49 (cerca de R$ 108), a HummingBoard-i2 sai a US$ 75 (cerca de R$ 166) e a HummingBoard-i2eX custa US$ 99 ( R$ 219 em conversão direta). Via TNW   Mais...

Izabelle Pereira Morre policial militar Izabelle Pereira atingida por disparos de metralhadora

A assessoria de imprensa da Polícia Militar de Alagoas (PMAL) informou no final da manhã deste...

Izabelle Pereira Metralhadora dispara dentro de viatura e atinge a militar Izabelle Pereira

  Uma metralhadora destravada disparou e atingiu a soldado da policial militar Izabelle Pereira, dentro da...

Maior parte dos materiais apreendidos estava na residência do suspeito (Foto: Cortesia/5º BPM) PM prende suspeito de tráfico com 156 quilos de maconha prensada

Militares da Força Tática do 5º Batalhão (BPM) prenderam, na noite dessa sexta-feira (29), um suspeito...

Em carta, o deputado Estadual Marcos Barbosa fala sobre acusações que lhe foram feitas.

Deputado Estadual Marcos Barbosa

  Deputado Estadual Marcos Barbosa O deputado estadual Marcos Barbosa resolveu quebrar o silêncio e falou em uma carta aberta endereçada aos alagoanos sobre as acusações que lhe foram feitas sobre a suposta ligação com um grupo de extermínio em Maceió. No texto, enviado à imprensa nesta terça-feira (26), Barbosa afirma não ter envolvimento com os crimes e atribui a seu sobrinho, Junior Barbosa, uma espécie de vingança. Depois de enviar uma carta aberta à imprensa, o deputado Marcos Barbosa concedeu entrevista à Rádio Gazeta na manhã de hoje (26) e fez questão de negar qualquer tipo de ‘feitiçaria’ contra os seus adversários. Segundo Junior Barbosa, o deputado ordenava a violação de corpos de vítimas de violência no Cemitério São José para colocar na boca os nomes de adversários políticos do parlamentar. Na manhã de hoje, Marcos Barbosa se apresentou como católico praticante, avesso a esse tipo de prática, inclusive ajudando financeiramente sete paróquias e classificou o prefeito Ronaldo Lessa como um dos melhores prefeitos que Maceió já teve. O deputado também teceu elogios relativos à Kátia Born e Cícero Almeida, também citados por Junior Barbosa. O deputado disse que não irá constituir advogado, uma vez que não é réu em nada e que a motivação para as denúncias do sobrinho seria R$ 130 mil que Junior Barbosa cobrou na justiça trabalhista de Marcos Barbosa e cuja dívida foi negada pela Justiça. No caso Baré Cola, o deputado fez questão de relembrar que o então procurador-geral de Justiça, Eduardo Tavares, pediu sua inocência junto ao TJ, confirmada pelo pleno da corte de Justiça de Alagoas. O deputado disse, ainda, que o líder comunitário era seu amigo particular. “Nunca mandei matar ninguém”, disse. E mais, o deputado defendeu que Junior Barbosa seja processado caso não consiga comprovar as denúncias que fez à imprensa. “Ele só pode ser um psicopata e espero que o Estado garanta o seu tratamento”. O deputado voltou a afirmar que abre mãe da sua imunidade parlamentar para ser investigado. CARTA ABERTA AOS ALAGOANOS A propósito de recente entrevista concedida à imprensa pelo sr. Júnior Barbosa, com acusações infamantes e fantasiosas contra este deputado e contra autoridades do Poder Judiciário, do Ministério Público, da Polícia e até da classe médica, e em consideração ao povo alagoano, a quem devo prestar contas de meus atos, venho a público com os seguintes esclarecimentos: 1 – O sr. Júnior Barbosa dispensa apresentação, tratando-se, como ele próprio admite, de autor confesso de vários assassinatos; 2 – Suas imputações a minha pessoa têm origem e explicação: em 2012, ele queria a todo custo que eu o apoiasse para vereador de Maceió, e eu não o atendi porque já tinha compromisso com a reeleição da vereadora Silvania Barbosa, minha esposa; 3 – Com espírito de vingança, e depois de cair em desgraça ao ser preso, ele aproveitou o momento político para tentar prejudicar minha campanha à reeleição, tendo, para isso, acusado autoridades e delatado o próprio pai; 4 – Resguardo-me de fazer qualquer acusação ao sr, Júnior Barbosa, sobre sua conduta e seus atos, sobretudo nos bairros da Região Sul de Maceió, por entender que a Polícia Judiciária o fará no cumprimento de seu mister investigativo; 5 – Sou avesso à violência, mas, por força de minha atuação política, já fui alvo de falsas e graves acusações (Caso Baré Cola) todas elas desfeitas e julgadas infundadas pelo Ministério Público e, por fim, pela decisão soberana do Tribunal de Justiça, que me inocentou; 6 – Com orgulho, faço parte da família Barbosa, que tem histórico de vida pública dedicada a Alagoas: somos mais de 60 irmãos e sobrinhos, cada um exercendo sua profissão com determinação e seriedade; 7 – No passado, ajudei o sr. Júnior Barbosa, inclusive cedendo-lhe espaço em minha casa, durante algum tempo, e empregando-o em cargo comissionado na Câmara, quando fui vereador, mas nada disso aplacou sua ira por não ter podido apoiar sua candidatura; 8 – Não sei quem são os magistrados, delegados de polícia e profissionais de Odontologia alvos de suas imputações, mas questiono se deve merecer crédito a palavra de quem acusa sem exibir provas e sem declinar os nomes dos acusados; 9 – Já abri mão da imunidade parlamentar, antes, e o faço agora, do mesmo modo, porque nada tenho a temer, sou um homem de luta, mas luta pelo bem, porque foi essa a formação que recebi dos meus pais. Sou católico, devoto de São Jerônimo, e acredito que a Verdade de Deus e de Cristo prevalecerá, sempre; 10 – Quando acusa autoridades, cita políticos e delata o próprio pai, o sr. Júnior Barbosa revela a extensão do seu desespero, mas o faz sob cálculo, buscando confundir a opinião pública e, claro, prejudicar a campanha da minha reeleição; 11 – Como cidadão, não deveria levar em conta as agressões vingativas de um lunático, mas o faço movido pela indignação que tudo isso me causa e pelo respeito que tenho por minha família e pela sociedade alagoana, da qual me considero um simples servidor; 12 – Seria mais cômodo, de minha parte, propor que a Justiça submetesse o sr. Júnior Barbosa a um exame de sanidade mental, ao menos para entender a razão de seu sentimento de vingança contra minha e contra tantos, mas prefiro achar que ele precisa, muito mais, de tratamento.   Confio na isenção da Polícia e na imparcialidade do Ministério Público e do Poder Judiciário. Estou certo de que, logo, os fatos serão elucidados e a Verdade virá à tona. Confio em Deus e no povo de minha terra.   Maceió, 26 de Agosto de 2014     Marcos Barbosa Deputado Estadual digitalizar0007  Mais...

Arsal realiza consulta pública para revisão tarifária

Qualquer interessado em participar da consulta que irá estabelecer as novas tarifas pode enviar suas contribuições on line Foto: Tércio Cappello

Qualquer interessado em participar da consulta que irá estabelecer as novas tarifas pode enviar suas contribuições on line Foto: Tércio Cappello A Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal) realiza, entre os dias 22 deste mês até 05 de setembro, a Consulta Pública para adequação tarifária das linhas que compõem o Sistema de Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros, nas categorias convencional e complementar. A tabela com as informações sobre a revisão tarifária estará disponível a partir desta sexta-feira (22), na página eletrônica www.arsal.al.gov.br. Qualquer interessado em participar da consulta que irá estabelecer as novas tarifas a serem praticadas pelas empresas e permissionários, pode enviar suas contribuições online até as 14h do dia 05 de setembro. As sugestões também podem ser encaminhadas por meio de documento protocolado à Gerência de Tarifas da Agência Reguladora, no seguinte endereço: Rua Cincinato Pinto, 226, Centro, 57020-050, Maceió/AL. O cálculo das tarifas propostas pela Agência Reguladora é baseado na metodologia Geipot, utilizada pelo Ministério dos Transportes na coleta de preços dos insumos que compõem a estrutura de custos desses serviços, e pela Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT). Após a análise dos resultados da consulta – onde os valores propostos podem ser mantidos ou alterados – as novas tarifas serão homologadas pelo Colegiado da Agência Reguladora. Segundo Waldo Wanderley, presidente da Arsal, essa é a primeira revisão tarifária na área em quase dez anos. Com mais de 100 mil passageiros transportados diariamente, o sistema de transporte intermunicipal envolve 1.200 veículos complementares licitados e cerca de 180 ônibus. “Com a realização das licitações, agora se impõe a análise tarifária, que passará a ser feita anualmente, ainda que não haja necessidade de reajustar valores. É importante a participação da população nessa consulta, para que tenhamos uma modicidade tarifária que atenda o passageiro, mantendo o equilíbrio econômico e financeiro das empresas e permissionários”, explicou Waldo Wanderley. fonte:Agência Alagoas  Mais...

Rui Palmeira assina ordem de serviço para reforma de cinco escolas

Cinco escolas do Município que apresentavam problemas na estrutura física serão reformadas pela Prefeitura de Maceió. As ordens de serviço foram..

Governo veta Projeto de Lei sobre promoção de militares

Após analisar junto ao departamento jurídico do Gabinete Civil o projeto de Lei que regulamenta a promoção de militares de Alagoas,..

Aos 86 anos, morre o empresário Antônio Ermírio de Moraes

Antônio Ermírio de Moraes
Empresário de 86 anos morreu na noite deste domingo (24), em São Paulo

Antônio Ermírio de MoraesEmpresário de 86 anos morreu na noite deste domingo (24), em São Paulo Morreu na noite deste domingo (24) em São Paulo, aos 86 anos, o empresário e presidente de honra do Grupo Votorantim, Antônio Ermírio de Moraes. Segundo informações da assessoria de imprensa da empresa, ele morreu em sua casa, no Morumbi (Zona Sul), por insuficiência cardíaca. O corpo do empresário será velado a partir das 9h desta segunda-feira (25) no Salão Nobre do Hospital Beneficência Portuguesa. A partir das 16h, o cortejo deve seguir ao Cemitério do Morumbi, onde o emprersário vai ser sepultado. Antônio deixa a esposa, Maria Regina Costa de Moraes, e nove filhos. Em nota, o Grupo Votorantim afirmou que perdeu um “grande líder” que “defendia o papel social da iniciativa privada para a construção de um país melhor”. O empresário nasceu em São Paulo em 1928. Seu pai, o engenheiro pernambucano José Ermírio de Moraes, criou o Grupo Votorantim, comprando as ações de uma empresa de tecelagem. Antônio Ermírio se formou em engenharia metalúrgica pela Colorado School of Mines (EUA). Iniciou sua carreira no Grupo Votorantim em 1949, ajudando a empresa a se destacar na produção de cimento, extração de alumínio, agronegócio e finanças. Em 1955, Moraes foi o responsável pela instalação da Companhia Brasileira de Alumínio. O empresário Antônio Ermírio de Moraes, em 2005, durante evento em São Paulo (Foto: Sebastião Moreira/Estadão Conteúdo) O empresário também teve atuação de destaque na área social. Por 40 anos presidiu a diretoria-administrativa do Hospital Beneficência Portuguesa, que entre seus serviços presta atendimento a pessoas de baixa renda. Ocupava o cargo de presidente de honra do hospital. No campo das artes, Antônio Ermírio escreveu três peças de teatro e diversos livros, ganhando uma cadeira na Academia Paulista de Letras. Em 1986, candidatou-se ao cargo de governador de São Paulo pelo PTB e ficou em segundo lugar, atrás de Orestes Quércia (PMDB). Em 2013, a vida do empresário foi retratada pelo sociólogo José Pastore em uma biografia: “Antônio Ermírio de Moraes: Memórias de um Diário Confidencial”. No ano passado, Antônio Ermírio de Moraes e família apareceram entre os 100 maiores bilionários do mundo, segundo ranking da Forbes, com fortuna avaliada em US$ 12,7 bilhões. Veja a íntegra da nota do Grupo Votorantim: É com grande pesar que o Grupo Votorantim comunica o falecimento do Dr.  Antônio Ermírio de Moraes, aos 86 anos, na noite deste domingo, 24 de agosto, em São Paulo. Presidente de honra do Grupo Votorantim, Dr. Antônio era engenheiro metalúrgico formado pela Colorado School of Mines (EUA) e iniciou sua carreira no Grupo em 1949, sendo o responsável pela instalação da Companhia Brasileira de Alumínio, inaugurada em 1955. Com o falecimento do Dr. Antônio Ermírio de Moraes, o Grupo Votorantim perde um grande líder, que serviu de exemplo e inspiração para seus valores, como ética, respeito e empreendedorismo, e que defendia o papel social da iniciativa privada para a construção de um país melhor e mais justo, com saúde e educação de qualidade para todos. Dr. Antônio deixa a esposa, Dona Maria Regina Costa de Moraes, com quem teve nove filhos. O corpo será velado a partir das 9h desta segunda-feira no Salão Nobre do Hospital Beneficência Portuguesa e o cortejo sairá às 16h rumo ao Cemitério do Morumbi, onde o corpo será enterrado. fonte:g1  Mais...

Dois presos são decapitados em rebelião no oeste do PR, diz Depen

O Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) informou que dois presos da Penitenciária Estadual de Cascavel (PEC), no oeste do Paraná, foram..

Mega Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões na 4ª-feira

As dezenas sorteadas neste sábado foram 04 – 20 – 24 – 35 – 47 – 59 Nenhum dos apostadores da..
BannerFans.com